DISTRIBUIÇÃO ECONÓMICA EM ANGOLA 2000 – 2012

 UMA CRIANÇA INOCENTE FORA DA EDUCAÇÃO.

A distribuição da enonomia angolana, carece de equitatividae ou seja, regista-se até aqui no nosso país uma dispraidade no modo de vida dos angolanos. Desde o ano de 2000 após a morte do Líder da até então a maior força política angolana Dotor Jonas Malheiro Savimbi, e por sua vez o alcance da paz ou seja o calar das armas em Angola, vimos registando o crescimente de algumas cidades e o empobrecimento constante de outras.

se se mantiveres em Luanda por ex. no Talatona, no Projecto Nova-vida, e agora na grande centralidade do Kilamba, a situação parece aos olhos de todos animador, fazendo-nos pensar que a vida dos angolanos é mu mar de rosas. na verdade não é isso que nos parece. Numa das minhas visitas em alguns pontos de Angola, me deparei com situações bastantes “desoladoras”! Quase chorei ao ver Crianças como a que está estampada na folha, fora do sistema normal de ensino, residindo nas mais piores condições que um ser humano poderia viver, a um olhar impávido e sereno das diversas entidades que por aí passam.

Angola Hoje

Angola apresenta uma população de cerca de 16 milhões de habitantes, estando aproximadamente 5 milhões concentrados em Luanda.
Destes 16 milhões, 50% tem menos de 19 anos e 35% menos de 14.

Angola (2005)

População em Milhões

A economia angolana encontra-se assente e dependente do desempenho do sector petrolífero (produção e concorrência internacional), o qual representa cerca de 65% do Produto Interno Bruto (PIB) e 95% das exportações totais.

O estabelecimento da paz em 2002, e um gradual aumento da segurança no país, permitiram um incremento do PIB que verificou crescimentos significativos nos últimos 3 anos:

20,6% em 2005; 18,6% em 2006; e 17,8% em 2007 (estes dois últimos como valores estimados) – valores que situam Angola entre os países de maior expansão económica no mundo.

PIB REAL (2000-2008)

Taxa de variação anual em percentagem

Esta conjuntura favorável que a economia angolana vem atravessando traduz-se também, na desaceleração progressiva da taxa de inflação, que se prevê de 11,8% para 2008, o que está em linha com os valores registados nos últimos 2 anos e com as previsões do Governo Angolano.

inflação (1999-2008)

Taxa de variação anual em percentagem

Contudo, apesar do estabelecimento da paz no território angolano ter possibilitado a criação de condições básicas ao seu desenvolvimento económico por um lado, por outro, a falta de infra-estruturas físicas e de recursos humanos habilitados continua a atrasar o progresso fora dos sectores petrolífero e diamantífero.

Desta forma, o principal desafio do Governo consistirá no relançamento dos demais sectores, com vista ao aumento da oferta interna (e externa, no caso de exportação), da criação de emprego e diminuição da pobreza.

Distribuição de rendimentos

Tabela Resumo

Principais Indicadores Económicos

2004 2005 2006Est. 2007Proj. 2008Proj.
PIB Real (T.v. anual) 11.2 20.6 18.6 23.4 26.6
Inflação (T.v.a. média) 43.5 23.0 13.3 11.9 8.9
Massa Monetária (T.v. anual) 49.8 59.7 59.5 29.0 23.0
Balança Corrente (% PIB) 3.5 15.7 23.3 6.4 8.7
Saldo Orçamental (% PIB) -1.6 7.4 14.8 0.9 3.9
Dívida Externa (% PIB) 54.8 37.6 20.8 16.3 13.5

Fonte: BNA, Min. Finanças de Angola e FMI

Angola encontra-se fortemente dependente de Bens de Consumo (61% do total importado) e de Capital (29%), totalmente importantes para um Plano de Reestruturação do País.

Portugal ocupa o primeiro lugar do ranking de fornecedores (dados de 2006), com uma quota de mercado de 17,1%.

importações de bens (2000-2006)

Origens em %, total em mil milhões de USD

As relações económicas bilaterais têm ganho um peso cada vez maior, posicionando-se Angola como o 6º cliente de Portugal em 2007.

Kilamba é uma nova cidade no Município de Kilamba Kiaxi em Angola, na  provícia de Luanda, inaugurada a de 2011, foi    projectada para funcionar como sede do recém criado município de Belas.

A cidade do Kilamba está localizada a cerca de 20 quilómetros a sul do centro da capital Luanda, tendo como local de referência o Estádio Nacional 11 de Novembro. O projecto foi concebido para se desenvolver em três fases, com um total de 82 mil apartamentos, área de 54 quilómetros quadrados. A primeira pedra do empreendimento foi lançada no dia 31 de Agosto de 2008, sendo a cidade oficialmente inaugurada a 11 de Julho de 2011 pelo Presidente da República José Eduardo dos Santos.

Kilamba Kiaxi - May 2011 (2).jpgKilamba Kiaxi - May 2011 (1).jpg
 Angola

Enquanto em Luanda vimos projectos de grande envergadura na Capital que por incrível que pareça, os nossos líderes acharem que só Luanda merece desenvolver, as outras regiões de Angola continua com o subdesenvolvimento caracterizada pela terrível guerra sem precedentes.

perguntas para você caro leitor!

1. O que achas da nossa economia?

a). Achas que ela tem sido bem distribuida?

3. O que chou da primeira foto?

a). Consideras uma condição normal de se viver?

 Comentário


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s